26 de out de 2011

Comentário Santa Fé x Botafogo



    Caio Junior poupou cinco titulares para jogar contra o Santa Fé. Seria melhor se o clube tivesse preservado sua camisa de mais uma vergonha internacional e escondido o símbolo com uma tarja preta. Ou tivesse pensado em poupar também sua sofrida torcida, que não precisava ver tal papelão. Faltou tudo para vencer.

    É difícil acreditar que o Botafogo queria ser campeão da Sul-Americana, que em algum dia alguém pensou nisso dentro de General Severiano. O que a equipe mostrou para sua massa foi um misto de falta de atenção, nervosismo extremo, insegurança na defesa e frieza de menos para balançar a rede.
    Foi nesse espírito que o Botafogo voltou a atuar no exterior depois de dois anos, com essas características se apresentou um time que precisava fazer um gol para inverter o prejuízo pelo empate por 1 a 1 em casa. Assim aconteceu o adeus da Copa Sul-Americana neste ano.

     Vale lembrar que o clube não ganha um campeonato internacional desde 1993 e não leva um Brasileiro há 16 anos. Eram motivos de sobra para levar a sério a disputa que foi deixada para trás após goleada.

    O clube traçou o seu caminho, fracassou com o requinte de crueldade de um gol contra. Com o Brasileiro não tem desculpa: é obrigação.

Fonte: Blog Ninguém Cala - Lancenet!

Nenhum comentário:

Postar um comentário